Salto do Lontra - Sudoeste do Paraná     
 

Francisco Beltrão   |  Samu 192   |   quinta-feira, 20 de junho de 2013

Mais de mil atendimentos feitos pelo Samu 192 de Francisco Beltrão

Às vésperas de completar quatro meses, a marca dos mil atendimentos do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) Sudoeste do Paraná na Base Descentralizada de Francisco Beltrão foi alcançada na madrugada desta quarta-feira (19).

Antes mesmo das estatísticas do sistema, a constatação foi feita pela própria equipe beltronense, onde incluindo a auxiliar administrativa, são 45 socorristas, técnicos em enfermagem, enfermeiros e médicos que dividem plantão para atender ininterruptamente a população de Francisco Beltrão e região, 24 horas por dia, sete dias por semana.

O marco dos mil atendimentos foi computado minuciosamente pelo condutor socorrista Carlos Henrique Ferreira, da Alpha 2 (Unidade de Suporte Avançado - UTI) e o condutor Fabio Andrei Borges (Bravo 05), que costumam, a cada plantão, fazer o levantamento de dados através dos livros ata de cada ambulância do número de ocorrências, natureza, dias e períodos. Diversas estatísticas, planilhas e percentuais foram organizadas e enviadas ao Consórcio da Rede Intermunicipal de Urgências do Sudoeste do Paraná (Ciruspar), que administra o Samu.

Descobriu-se com os números que 59% dos atendimentos feitos pela equipe de Beltrão são durante o dia; 41% à noite. A violência das rodovias e as ocorrências de acidentes se confirmam, uma vez que dos mil salvamentos, 53,30% dizem respeito a trauma e 46,70% a casos clínicos (clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população).

A base conta com três ambulâncias, sendo duas de suporte básico que juntas fizeram 775 atendimentos (44% Bravo 05 e 34% Bravo 6); a unidade de suporte avançado fez 225 atendimentos (22%). A maior média de atendimentos por dia foi no mês de maio: 10,07; seguida de 8,10 atendimentos por dia em abril. Junho já registrou 5,87 atendimentos por dia. (Veja planilhas)

Avaliação:O médico cirurgião geral e urologista, coordenador da Base Descentralizada de Francisco Beltrão, Luís Fernando Dip fez uma avaliação muito positiva. "Às vezes a gente parece ser um pouco crítico, mas a critica vem para beneficiar os atendimentos ao paciente ou vítima que está sendo atendida. A gente pergunta e questiona a Central de Regulação para pegar esses dados e que consigamos chegar na ocorrência e prestar o atendimento adequado. A medicina pré-hospitalar é uma coisa nova e são situações realmente inusitadas que a gente presencia, totalmente diferente de ambiente hospitalar. Já trabalhei com isso e posso afirmar que mesmo quando já se tem experiência e segurança em atender, sempre dá o frio na barriga quando sai para a ocorrência, pois você não sabe o que vai encontrar. Em caso de um capotamento, por exemplo, você não sabe se é uma, duas ou até quatro vitimas. Tudo que é referente a trauma o solicitante liga e às vezes não consegue, no calor da emoção da ocorrência, passar exatamente o que está acontecendo e detalhar. São informações importantes para que a gente saiba quantas viaturas mandar", discorreu.

Dip enfatiza que o mais importante é a rapidez, a agilidade e a efetividade nos atendimentos. "A gente com certeza veio para fazer essa diferença nesses atendimentos de rua, apesar de às vezes os próprios gestores e políticos darem mais importância para as transferências, o caso em que o doente está no hospital para outro - isso também é importante sem dúvida se temos uma viatura e equipe para fazer tudo isso é logico que o paciente será bem assistido. Mas não acho que fará tanta diferença na entre a vida e a morte quanto um atendimento na rua", pontuou, acrescentando que "o doente tem sido assistindo rápido e esses cinco minutos para os casos de traumas mais graves, onde ofertamos oxigenação, reposição volêmica com soro, estancando os sangramentos, a contenção das hemorragias externas, imobilização das fraturas que são fonte de perda sanguínea, dão realmente condição para que a vítima chegue dentro de uma unidade hospitalar, faça todos os exames e tenha o tratamento mais adequado".

A estimativa da base é de, nas ocorrências dentro de Francisco Beltrão, ter um tempo resposta médio de dez minutos, ou seja, do pedido de socorro até a chegada da ambulância. Esse é o tempo preconizado como ideal. Na região a quilometragem é maior e, consequentemente, o tempo resposta.


Beltrão em 4 meses

- 59% dos atendimentos feitos pela equipe da Base Descentralizada de Francisco Beltrão são durante o dia; 41% à noite.
- A violência das rodovias e as ocorrências de acidentes se confirmam, uma vez que dos mil salvamentos, 53,30% dizem respeito a trauma e 46,70% a casos clínicos (clínica, pediátrica, cirúrgica, gineco-obstétrica e de saúde mental da população).
- A base conta com três ambulâncias, sendo duas de suporte básico que juntas fizeram 775 atendimentos (44% Bravo 05 e 34% Bravo 6);
- A unidade de suporte avançado (ambulância UTI) fez 225 atendimentos (22%).
- A maior média de atendimentos por dia foi no mês de maio: 10,07; seguida de 8,10 atendimentos por dia em abril.
- Junho já registrou 5,87 atendimentos por dia.

Fonte: Jornal PatoB

 



Veja também

24/07/2014 
Vereadores aprovam 10 projetos em sessão extraordinária
24/07/2014 
Salto joga fora de casa neste sábado pela Série Bronze
23/07/2014 
Clubes de Mães recebem atenção especial
22/07/2014 
JK Veículos/Vale do Jaracatiá conquista bi-campeonato no Futsal Máster
22/07/2014 
Assistência Social de Salto do Lontra distribui roupas
 

 

 
Publicidade
 
Moda Masculina
Blazer Zapalla Moleton
Cinza
 
Moda Feminina
Jaqueta Cavalera Perfecto
Vermelha
 
Relógio Mormaii Masculino
Esportivo
Saiba Mais
 
Relógio Feminino Orient
Analógico Social
Saiba Mais
 
Moda Masculina
Blusa Moletom Indigena
Triton
 
Banqueta em ABS
Vermelha
Classic Home
Publicidade
 
Moda Feminina
Acessórios
Polo Acostamento
 
Chapéu Gant Slubby
Tamanho U
Por: R$ 169,00
 
Calçados Femininos
Bota Beira Rio Floater
Preta
 
Acessórios
Puff Infantil Banana
Amarelo
 
Literatura
A Culpa é das Estrelas
Romance
 
Calçados
Sapatênis Democrata
Furadinho Cadarço
 
Calçados
Sapatilha Lilly s
Feminino
 
Boné Coca-Cola Jeans Clássico
Preto e Branco
Tamanho Único
 
Moda Masculina
Pólo Basic Bord Silver
Colcci
 
Literatura
Um Caso Perdido
Saiba Mais
 
Calçados
Tênis Cavalera Doug
Masculino
Menu Sudoeste Online
»  Últimas Notícias
»  Galerias de Fotos
»  Agenda de Eventos
»  Guia de Empresas e Negócios
»  Guia de Imóveis
»  Guia de Empregos
 
»  Prefeitura Municipal
»  Câmara de Vereadores
»  Associação Comercial e Empresarial
 
»  Contato
»  Anuncie
Sobre Salto do Lontra
»  Aspectos Gerais
»  História
»  Indicadores
»  Símbolos e Hino
»  Fotos do Município


Central de Atendimento

(46) 3536-5397


comercial@sudoesteonline.com.br